Projetos Musicais

Facebook: https://www.facebook.com/Varejenta7

Vídeos no Canal YouTube (subscrever): https://www.youtube.com/channel/UCXTyXmvIjAoZ_GpkW9FKPGQ

Varejenta – é o termo Popular Madeirense atribuído à Viola d’Arame. Esta conotação resulta do facto do som “Grave” produzido pelo instrumento parecer o som de uma Mosca-Varejeira.

Este projeto de salvaguarda da Música e dos Cordofones Madeirenses tem como repertório temas Tradicionais e Populares Madeirenses, Música Erudita, Originais de músicos madeirenses, entre outros.

Rajão é um Cordofone Madeirense de 5 cordas com afinação (reentrante entre a 3.ª e 4.ª corda) em Lá Mi Dó Sol Ré (do agudo para o grave).

Viola d’Arame é um Cordofone Madeirense de 10 cordas (5 ordens duplas), com afinação em Ré Si Sol Ré Sol (do agudo para o grave).

Na sua performance os dois músicos Lara Nunes (Rajão, Rajão Dobrado) e Roberto Moniz (Viola d’Arame e Voz), juntam outros instrumentos como: Voz Feminina, Ukulele Baixo e Cajon (percussão).

Varejenta & Amigos, apresentam-se em TRIO com Carlota Freitas (Voz), em QUARTETO com Salvador França (Ukulele Baixo) e Luís França (Cajon) ou em QUINTETO.

Facebook: https://www.facebook.com/machetesdemachim

Vídeos no Canal YouTube (subscrever): https://www.youtube.com/channel/UCXTyXmvIjAoZ_GpkW9FKPGQ

Machetes de Machim – é um projeto de prática e valorização dos Cordofones Madeirenses, fruto de uma parceria entre a Associação Grupo de Folclore de Machico e a Associação Musical e Cultural Xarabanda.

Tem como objetivo principal motivar e formar novos intérpretes através de técnicas mais desenvolvidas e refinadas, bem como, aumentar o número de praticantes destes instrumentos na nossa região, através do seu repertório variado (tradicional, erudito, pop/rock nacional e internacional, originais).

Foi formado em 2012, pelo professor Roberto Moniz (diretor artístico do projeto), e, é coadjuvado na percussão por Luís França.

Atuais elementos:

  1. Marta Canada – Machete
  2. António Martins – Braguinha
  3. Daniela Luís – Machete
  4. Leonor Pontes – Braguinha
  5. Matilde Freitas – Machete
  6. Leonor Freitas – Braguinha
  7. Tiago Capela – Braguinha
  8. Rui Vieira – Rajão
  9. Victor Teixeira – Rajão e Viola d’Arame
  10. Afonso Moreira – Viola Dedilhada
  11. Telma Viveiros – Viola Dedilhada
  12. Roberto Moniz – Viola Dedilhada
  13. Matias Freitas – Ukulele Baixo
  14. Salvador França – Ukulele Baixo
  15. Henrique Caldeira – Cajon
  16. Luís França – Cajon

Vídeos no Canal YouTube (subscrever): https://www.youtube.com/channel/UCXTyXmvIjAoZ_GpkW9FKPGQ

RAJAM – Este grupo de Rajões inserido na Associação Musical e Cultural Xarabanda, visa promover e valorizar a prática destes cordofones madeirenses através da interpretação de um repertório que combina o orgulho da tradição a um repertório diversificado, que passa pelos géneros Pop, Rock, ligeiro, erudito, entre outros, sempre numa tentativa de exploração de novas potencialidades sonoras e técnicas.

Conta também com originais de músicos e compositores madeirenses que em muito têm contribuído para o crescimento do repertório para estes instrumentos.

A ideia é também mostrar a singularidade e sonoridade do Rajão perante os outros dois cordofones madeirenses a Viola de Arame e o Braguinha.

Atuais elementos:

  1. Emília Rebolo – Rajão e Voz
  2. Leonor Abreu – Rajão e Voz
  3. Lara Nunes – Rajão,
  4. Beatriz Teixeira – Rajão
  5. Pedro Gonçalves – Rajão
  6. Tiago Lopes – Rajão
  7. Victor Teixeira – Rajão
  8. Francisco Jesus – Rajão
  9. Rui Vieira – Rajão
  10. Roberto Moniz – Rajão Dobrado
  11. Salvador França – Ukulele Baixo
  12. Luís França – Cajon

Vídeos no Canal YouTube (subscrever): https://www.youtube.com/channel/UCXTyXmvIjAoZ_GpkW9FKPGQ

ARAMISSES – Este grupo de Violas de Arame inserido na Associação Musical e Cultural Xarabanda, visa promover e valorizar a prática destes cordofones madeirenses através da interpretação de um repertório que combina o orgulho da tradição a um repertório diversificado, que passa pelos géneros Pop, Rock, ligeiro, erudito, entre outros, sempre numa tentativa de exploração de novas potencialidades sonoras e técnicas.

Conta também com originais de músicos e compositores madeirenses que em muito têm contribuído para o crescimento do repertório para estes instrumentos.

A ideia é também mostrar a singularidade e sonoridade da Viola de Arame perante os outros dois cordofones madeirenses o Rajão e o Braguinha.

Atuais elementos:

  1. Vítor Filipe – Viola d’Arame
  2. Catarina Afonso – Viola d’Arame
  3. Victor Teixeira – Viola d’Arame
  4. Francisco Jesus – Viola d’Arame
  5. Rui Vieira – Viola d’Arame
  6. Pedro Gonçalves – Viola d’Arame
  7. Telma Viveiros – Viola dedilhada e Voz
  8. Roberto Moniz – Viola d’Arame e Voz
  9. Salvador França – Ukulele Baixo
  10. Luís França – Cajon